English Version

PRODUTOS | LINHA BT200

 

CONJUNTO DE MANOBRA E CONTROLE DE BAIXA TENSÃO

 

A linha BT200 é uma solução para sistemas de distribuição em baixa tensão classe 1000V, compreende os Centro de Controle de Motores (CCM´s), nas configurações fixa e extraível, com dimensões padronizadas. O produto é ensaiado e fabricado conforme a norma NBR IEC 60439-1:2003, conjuntos com ensaio de tipo totalmente testados (TTA), garantindo facilidade na operação e manutenção, bem como segurança aos operadores.


No CCM fixo, dentro de cada compartimento é montada uma placa de montagem fixa onde são alocados os equipamentos para proteção e manobra das respectivas cargas.

No CCM extraível, dentro de cada compartimento é montada uma gaveta, que pode ser removida do conjunto sem o auxílio de ferramenta. Os equipamentos para proteção e manobra são montados no interior das gavetas, minimizando os tempos de parada, pois é possível intercambiar ou substituir as gavetas rapidamente, valorizando o conceito de continuidade de serviço, garantido acessibilidade segura em alguns compartimentos mantendo o conjunto operacional.


Existe ainda para a versão extraível uma configuração na qual qualquer operação nos compartimentos só será possível enquanto sua respectiva porta frontal estiver fechada, diminuindo muito o risco de acidentes aos operadores.

 
  • Outras características deste produto

    • A inserção da gaveta na cela do painel somente será possível como mesmo na posição extraído e o disjuntor desligado;
    • O disjuntor geral da gaveta somente será acionado com a mesma na posição inserida;
    • Com o disjuntor ligado, a gaveta fica impossibilitada de ser extraída;
    • Com a gaveta na posição extraída é possível bloquear com cadeado sua operação (opcional);
    • Os conectores de alimentação de saída poderão ser aterrados quando a gaveta estiver na posição extraída (opcional);
    • A tampa traseira de proteção dos conectores de força e comando (forma 4b) poderá ser intertravada com as gavetas, para que só possa ser removida quando as gavetas estiverem na posição extraída (opcional);
    • Com a gaveta fora da cela, uma guilhotina bloqueia o acesso a partes vivas.

     

    Os painéis da linha BT200 estão disponíveis em altura única, com 3 larguras padronizadas, com ou sem célula para saída de cabos, e também 2 profundidades. A modularidade da estrutura e o intercâmbio entre os compartimentos, tornam possível formar um número infinito de arranjos e configurações, ganhando flexibilidade na oferta de soluções para os clientes.

     

    Para os conjuntos de manobra da linha BT200 estão disponíveis 3 formas de separação interna (3a, 3b e 4b), obtidas por meio de barreiras ou divisões confeccionadas em metal ou material isolante. Lembrando que a forma de separação será determinada de acordo com a qualificação dos profissionais envolvidos com a operação e manutenção dos conjuntos de manobra, e a proteção requerida pelo cliente.

     

    O grau de proteção (IP) para a linha BT200 é IP-44. Outras configurações conforme consulta. O grau de proteção determina o nível de proteção contra corpos sólidos e contra líquidos do conjunto de manobra. O primeiro dígito da sigla está relacionado com os corpos sólidos, já o segundo dígito com os líquidos.

     

    Ensaios de rotina previstos em norma são realizados em todos os conjuntos, depois de finalizada a montagem, a fim de detectar falhas em materiais e também falhas de fabricação. Seus resultados são identificados em um relatório de inspeção, individual por conjunto de manobra, entregue ao cliente juntamente com o produto final.

  • Características Construtivas

    • Dimensões – Altura: 2400mm., Largura: 600/700/800mm., Profundidade: 600/800mm. Outras configurações conforme consulta;
    • Estrutura fabricada em chapa de 2,65mm. (12MSG), com tratamento por fosfatização orgânica;
    • Portas, teto, compartimento de comando e tampas fabricadas em chapa de 1,50mm. (16MSG), com tratamento por fosfatização orgânica;
    • Base soleira e molduras fabricadas em chapa de 2,65mm.;
    • Cantoneira de içamento em aço carbono SAE 1020 laminado 2.1/2” x 2.1/2;
    • Os compartimentos são construídos em cinco tamanhos básicos (150-225-300-450-600mm.), intercambiáveis, equipados com garras de potência de 160/315/425A-600V e tomada múltipla de 10/16/24 pinos-16A 380VCA. Poderá ser fornecida sob consulta, tomada de até 42 pinos, todas com mecanismo de extração e fim de curso de segurança;
    • As unidades modulares (colunas) foram projetadas para possibilitar a instalação de até 12 compartimentos;
    • O compartimento de cabos da coluna de distribuição tem acesso frontal, provido de suporte ajustável para fixação dos bornes terminais de força e comando, resistência de aquecimento e termostato;
    • Todos os compartimentos quando extraíveis são fornecidos com obturador que se fecha automaticamente durante a sua extração, evitando acesso à parte viva no barramento de derivação;
    • Formas de segregação – 3a/3b/4b;
    • Chapas com acabamento padrão na cor RAL 7032 ou Munsell N6,5, pintura eletrostática a pó poliéster – 80 micras;
    • Abertura das portas com ângulo de 120 graus;
    • Dobradiças pivotantes em aço carbono;
    • Vedação com borracha injetada;
    • Fecho fenda ou chave yale;
    • Sistema de aterramento nas portas;
    • Isoladores em epóxi, garantindo resistência aos esforços mecânicos ao longo dos barramentos de cobre;
    • Grau de proteção – IP44/54;
    • Identificações que contribuem com a manobra segura dos equipamentos e alertam contra contatos ou operações indevidas.

  • Características Elétricas

    • Tensão nominal de isolamento – 1000V (60Hz);
    • Tensão nominal de impulso suportável - 8kV;
    • Tensão suportável nominal a frequência industrial – 3,5kV;
    • Frequência nominal – 60Hz;
    • Corrente nominal dos barramentos principais – 3200A;
    • Corrente nominal dos barramentos de derivação – 1000A;
    • Corrente suportável nominal de curta duração – 65kA/1s;
    • Valor de crista da corrente suportável nominal – 143kA;
    • Distâncias de escoamento e isolação – 12,5mm, grau de poluição 3 e grupo de material I.

  • Ensaios conforme ABNT NBR IEC 60439-1

    • Ensaio de verificação da corrente suportável de curto-circuito nos barramentos - Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (CEPEL) - 11/2004;
    • Ensaio de verificação da corrente suportável de curto-circuito nos circuitos de saída - Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (CEPEL) - 11/2004;
    • Ensaio de verificação da eficácia do circuito de proteção - Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (CEPEL) - 11/2004;
    • Ensaio de elevação de temperatura – Instituto de Eletrotécnica e Energia (IEE) - 06/2005;
    • Ensaio de tensão suportável de impulso – Instituto de Eletrotécnica e Energia (IEE) - 06/2005;
    • Ensaio de tensão suportável à frequência industrial – Instituto de Eletrotécnica e Energia (IEE) - 06/2005;
    • Ensaio de verificação das distâncias de isolação e escoamento - Instituto de Eletrotécnica e Energia (IEE) - 06/2005;
    • Ensaio de funcionamento mecânico – Instituto de Eletrotécnica e Energia (IEE) - 06/2005;
    • Ensaio de grau de proteção – Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) – 02/2008.

  • Clique para ampliar

  • Clique para ampliar

  • Clique para ampliar

  • Clique para ampliar