English Version

PRODUTOS | LINHA BT100

 

CONJUNTO DE MANOBRA E CONTROLE DE BAIXA TENSÃO

 

A linha BT100 é uma solução para sistemas de distribuição em baixa tensão classe 1000V, que adota o conceito de modularidade, padronização e simplicidade na montagem e ampliação. O produto é ensaiado e fabricado conforme a norma NBR IEC 60439-1:2003, conjuntos com ensaio de tipo totalmente testados (TTA), garantindo facilidade na operação e manutenção, bem como segurança aos operadores.

 

Conjunto de manobra e controle de baixa tensão com ensaios de tipo totalmente testados (TTA) - Um conjunto de manobra com arranjo padrão, que satisfaça a um modelo estabelecido cujo desempenho foi testado por meio de ensaios de tipo. Via de regra, as possíveis configurações de montagem estão restritas a este conjunto certificado, de forma que outro conjunto padrão com base nos mesmos princípios de montagem pode fazer menção ao primeiro conjunto.

Conjunto de manobra e controle de baixa tensão com ensaios de tipo parcialmente testados (PTTA) - Um conjunto de manobra derivado do padrão, isto é, contendo parte do arranjo padrão certificado juntamente com novas configurações de montagem.  Nesses conjuntos, apenas as novas configurações devem ser verificadas e certificadas através de cálculo, extrapolação ou analogia. É de responsabilidade do fabricante do conjunto de manobra a apresentação desses dados.


Os painéis da linha BT100 estão disponíveis em altura única, com 3 larguras padronizadas, com ou sem célula para saída de cabos, e também 3 profundidades. A modularidade da estrutura, com a junção de módulos lado a lado e também um atrás do outro, e o intercâmbio entre os compartimentos do conjunto, tornam possível formar um número infinito de arranjos e configurações, ganhando flexibilidade na oferta de soluções para os clientes.


Todas as formas de separação interna estão disponíveis na linha BT100, as 7 formas (1, 2a, 2b, 3a, 3b, 4a e 4b), obtidas por meio de barreiras ou divisões confeccionadas em metal ou material isolante. Lembrando que a forma de separação será determinada de acordo com a qualificação dos profissionais envolvidos com a operação e manutenção dos conjuntos de manobra, e a proteção requerida pelo cliente.


O grau de proteção (IP) para a linha BT100 é IP-4X (somente corpos sólidos). Outras configurações conforme consulta. O grau de proteção determina o nível de proteção contra corpos sólidos e contra líquidos do conjunto de manobra. O primeiro dígito da sigla está relacionado com os corpos sólidos, já o segundo dígito com os líquidos.


Ensaios de rotina previstos em norma são realizados em todos os conjuntos, depois de finalizada a montagem, a fim de detectar falhas em materiais e também falhas de fabricação. Seus resultados são identificados em um relatório de inspeção, individual por conjunto de manobra, entregue ao cliente juntamente com o produto final.

 
  • Características Construtivas

    • Dimensões – Altura: 2200mm., Largura: 700/900/1100mm., Profundidade: 400/600/800mm. Outras configurações conforme consulta;
    • Estrutura fabricada em chapa de 1,90mm. (14MSG), com tratamento por fosfatização orgânica;
    • Portas, teto, compartimento de comando e tampas fabricadas em chapa de 1,50mm. (16MSG), com tratamento por fosfatização orgânica;
    • Base soleira e molduras fabricadas em chapa de 1,90mm.;
    • Venezianas para ventilação natural, com filtro e tela de proteção;
    • Proteções metálicas contra contato acidental;
    • Formas de segregação – 1/2a/2b/3a/3b/4a/4b;
    • Chapas com acabamento padrão na cor RAL 7032 ou Munsell N6,5, pintura eletrostática a pó poliéster – 80 micras;
    • Abertura das portas com ângulo de 180 graus;
    • Dobradiças pivotantes em aço carbono;
    • Vedação com borracha injetada;
    • Fecho fenda ou chave yale;
    • Sistema de aterramento nas portas;
    • Cantoneiras de içamento;
    • Isoladores em epóxi, garantindo resistência aos esforços mecânicos ao longo dos barramentos de cobre;
    • Grau de proteção – IP40/42/54;
    • Identificações que contribuem com a manobra segura dos equipamentos e alertam contra contatos ou operações indevidas;

  • Características Elétricas

    • Tensão nominal de isolamento – 1000V (60Hz);
    • Tensão suportável nominal de impulso atmosférico - 8kV;
    • Tensão suportável nominal a frequência industrial – 3,5kV;
    • Frequência nominal – 60Hz;
    • Corrente nominal dos barramentos principais – 3200A;
    • Corrente suportável nominal de curta duração – 65kA/1s;
    • Valor de crista da corrente suportável nominal – 143kA;
    • Distâncias de escoamento e isolação – 12,5mm, grau de poluição 3 e grupo de material I.

  • Ensaios conforme ABNT NBR IEC 60439-1

    • Ensaio de verificação da corrente suportável de curto-circuito nos barramentos - Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (CEPEL) - 10/2011;
    • Ensaio de verificação da corrente suportável de curto-circuito nos circuitos de saída - Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (CEPEL) - 10/2011;
    • Ensaio de verificação da corrente suportável de curto-circuito no barramento de neutro - Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (CEPEL) - 10/2011;
    • Ensaio de verificação da eficácia do circuito de proteção - Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (CEPEL) - 10/2011;
    • Ensaio de elevação de temperatura – Instituto de Eletrotécnica e Energia (IEE) - 04/2012;
    • Ensaio de tensão suportável de impulso – Instituto Furb de Serviços, Pesquisa e Inovação - 04/2012;
    • Ensaio de tensão suportável à frequência industrial – Instituto Furb de Serviços, Pesquisa e Inovação - 04/2012;
    • Ensaio de verificação das distâncias de isolação e escoamento - Instituto Furb de Serviços, Pesquisa e Inovação - 04/2012;
    • Ensaio de funcionamento mecânico – Instituto de Eletrotécnica e Energia (IEE) - 03/2013;
    • Ensaio de grau de proteção - Instituto de Eletrotécnica e Energia (IEE) - 03/2013.

  • Clique para ampliar

  • Clique para ampliar

  • Clique para ampliar

  • Clique para ampliar